CATEGORIAS

Como se adaptar ao aparelho auditivo

Como se adaptar ao aparelho auditivo
como se adaptar aparelho auditivo

Os aparelhos auditivos melhoram a qualidade de vida de milhares de pessoas que têm algum tipo de perda auditiva. Porém, o processo de adaptação precisa ser realizado com calma e paciência. O cérebro de quem possui um problema de audição há muito tempo perde um pouco a capacidade de assimilar os sons, portanto, para a adequação do aparelho é preciso acostumar com estímulos sonoros. 

Para que o processo seja feito com cautela e de forma eficaz, acompanhe abaixo as 5 dicas que separamos para você!

  • Tenha calma!

Você e seu cérebro precisam reaprender a ouvir e essa atividade demandará tempo, portanto será preciso paciência. O cérebro necessita de 3 a 6 meses para se adaptar às mudanças e reagir aos estímulos sonoros de forma natural.  Algumas pessoas podem apresentar dores de cabeça e mal-estar. Por mais difícil que seja, não abandone o aparelho. Recomeçar do zero dará o trabalho dobrado.

  • Use com frequência

Apesar dos incômodos causados inicialmente pelo aparelho, é preciso usá-lo o máximo que conseguir. Essa frequência ajudará a fase de adaptação evoluir! Quanto mais usar, mais rápido o desconforto passará. Foque no futuro! Tente utilizá-lo pelo menos durante 8 horas por dia para ir se acostumando com os sons.

  • Treine a comunicação

Escolha uma única pessoa para ser sua base de treinamento de comunicação. Ouvir a mesma voz, com o mesmo timbre, facilitará a compreensão. Opte por lugares silenciosos e desenvolva uma conversa com a pessoa. Com o passar do tempo inclua novos interlocutores e mais para frente evolua para espaços com barulhos como restaurantes e shoppings (atente-se a dica 5!).

  • Ajuda profissional

Conte sempre com o auxílio de um profissional capacitado, como um fonoaudiólogo. Na fase de adaptação, quando se começa a ouvir barulhos, às vezes é difícil identificar de onde o som vem. Um fonoaudiólogo ajudará nesse e em outros aspectos, como reabilitação auditiva, distinção de sons e memórias.

  • Explore novos ambientes

Após treinar com apenas um interlocutor em ambiente silencioso, será preciso avançar de fase! É preciso criar novos desafios todos os dias. Converse com pessoas diferentes, busque outros espaços, com sons que você ainda não conhece, assim o cérebro começará a responder a todos esses novos estímulos sonoros.

E conte sempre com a equipe Audiocare!